• Home
  • App
  • A seguradora pode recusar fazer o seguro do seu carro?

A seguradora pode recusar fazer o seguro do seu carro?

Contratar um seguro de automóvel é essencial para quem quer se proteger de possíveis eventualidades: caso algo negativo aconteça — como uma colisão ou o furto do veículo — é a seguradora que deverá arcar com os ônus obtidos, desde que todas as cláusulas do contrato tenham sido respeitadas. No entanto, há situações em que a seguradora pode recusar fazer o seguro de seu automóvel.

Confira no artigo a seguir os motivos de uma possível recusa e evite aborrecimentos!

Como é o procedimento de contratação?

Depois de procurar uma seguradora de confiança e requerer a contratação do seguro para o seu veículo, o cliente deve aguardar uma resposta em até 15 dias úteis. Tal resposta pode ser afirmativa, negativa ou, ainda, uma solicitação de maior prazo para que a conclusão seja logo apresentada.

Vale ressaltar que, a partir da norma da Superintendência de Seguros Privados (Susep), o período de resposta não deve ultrapassar os 15 dias citados. Ou seja: caso a seguradora ultrapasse esse prazo de resposta, ela é obrigada a realizar a contratação do serviço.

No entanto, se a seguradora se negar a realizar a contratação do seguro, ela deve apresentar uma justificativa.

Quais os motivos pelos quais a seguradora pode recusar fazer o seguro?

Veículos que saíram de linha

A seguradora analisa o risco existente em oferecer um seguro de modo que não lhe seja extremamente onerosa referida contratação. Em outras palavras, ela verifica se a responsabilidade por determinado veículo poderá ser adimplida.

Uma das causas que pode resultar na recusa do seguro de seu automóvel refere-se à fabricação do automóvel: usualmente, a seguradora recusa a contratação do seguro de automóveis que saíram de linha, pois isso prejudica a reposição de peças do automóvel (quando necessário), e muitas delas são difíceis até de serem encontradas.

Veículos importados

Na mesma linha do item acima, veículos importados são analisados com mais critério antes de serem segurados. Isso porque as peças, além de serem mais difíceis de se encontrar, possuem maior valor no mercado.

A possibilidade de furto ou roubo também aumenta, influenciando na resposta da seguradora.

Má avaliação na vistoria

Dentre as análises realizadas pela seguradora, a vistoria do veículo é uma das mais importantes, pois é por meio dela que são verificados os detalhes técnicos, de uso e de conservação.

Assim, automóveis que recebam uma avaliação ruim nesse critério podem ser a causa da recusa pela seguradora.

Inadimplência do cliente

A análise também recai sobre o contratante e o seu histórico de pagamentos e inadimplências. Caso esse histórico seja recorrente em atrasos, ocorrendo até inscrições em sistemas de dívidas de clientes, tais como o Serasa, a seguradora pode não se sentir confortável em dar uma resposta afirmativa.

Essa é uma maneira de a seguradora garantir o pagamento do serviço a ser prestado.

Motoristas que estejam com a carteira de habilitação suspensa

Condutores que tenham atingido 20 pontos de penalização em um ano ou que tenham cometido infrações mais graves, como dirigir alcoolizado, podem sofrer a cassação da carteira de motorista e perdem o direito de dirigir por determinado período.

Por isso, a seguradora pode se resguardar e recusar a realização do seguro baseando-se no perfil do motorista, evitando um possível prejuízo.

Sabendo porque a seguradora pode recusar fazer o seguro do seu automóvel, você fica ciente de como proceder e quais cuidados tomar antes de requisitar um seguro.

Entendeu as possíveis causas de uma recusa? Ficou com alguma dúvida? Comente abaixo! Nossa equipe está à disposição!

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *