• Home
  • App
  • 7 fatores para levar em consideração antes de fazer uma cotação de seguro

7 fatores para levar em consideração antes de fazer uma cotação de seguro

Fazer uma cotação de seguro é indispensável ao adquirir um veículo. Afinal, ao contratar um seguro, você estará protegido de diversos imprevistos, também conhecidos como “sinistros”.

É preciso escolher o seguro que cabe no seu bolso e que melhor atende seus interesses, pois diante dos planos disponíveis surgem diversas dúvidas sobre o assunto, como o que são franquias, como são as indenizações etc.

Com a intenção de esclarecer essas questões, enumeramos abaixo 7 fatores essenciais para levar em consideração ao analisar um seguro. Acompanhe!

1. Valor da franquia

Franquia é o valor em dinheiro pago à seguradora para consertar seu veículo. Por exemplo, se você bateu o carro e acionou o seguro, a seguradora pagará total ou parcialmente o conserto.

Existem vários tipos de franquias que podem ser contratadas, confira-as abaixo:

  • comum: a seguradora estabelece o preço considerando o valor do veículo e suas peças;
  • aumentada: objetiva diminuir o valor do seguro, porém aumenta o da franquia, a seguradora pagará a mais em casos de sinistros;
  • reduzida: diminui o valor da franquia e aumenta o valor do seguro;
  • isenta: os clientes são completamente isentos da franquia, ou seja, a seguradora pagará completamente o valor do conserto.

É importante saber qual será a franquia em cada proposta e analisar o preço de acordo com o seu bolso.

2. Cálculo da indenização

Sempre verifique como é calculada a indenização. O mais comum é que o valor seja estipulado de acordo com o valor do carro no momento do sinistro.

Todos os valores, limites mínimos e máximos, estarão descritos no contrato e podem até mesmo ser em porcentagem. Por exemplo, caso seu veículo seja furtado, a seguradora fará a indenização de 75%.

Normalmente, as contratadas utilizam a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que traz os valores atuais de cada veículo. Porém, é possível que sejam utilizados outros valores.

3. Reputação da seguradora

Ao fazer cotações em diversas seguradoras, você encontrará os melhores preços, mas não é somente isso que deve ser levado em consideração. A seguradora também deve ser confiável e experiente no mercado. Procure saber qual é a mais confiável e que possui o melhor atendimento em eventuais sinistros.

4. Cobertura do seguro

As seguradoras sempre apresentam planos de coberturas básicas, mas se há algum sinistro que você faz questão que ela cubra, informe ao corretor e saiba qual o valor cobrado para adicionar aquele item.

Por exemplo, é possível que você peça para cobrir danos causados a terceiros para que, caso seja culpado em um eventual acidente, não seja penalizado excessivamente.

5. Brindes oferecidos

Ao contratar um seguro, pode ser que sejam incluídos alguns serviços extras como descontos em oficinas, serviços de chaveiros e troca de pneus furados, entre outros. Sempre confira se a seguradora garante algum brinde.

6. Seguro dos equipamentos

Caso você tenha equipamentos de som instalados, GPS ou sistema de multimídia integrado em seu veículo, verifique se a seguradora possui algum plano para também indenizá-los em caso de sinistro.

7. Perfil verdadeiro na cotação de seguro

Sempre preencha o formulário com dados e valores verdadeiros. Mentiras podem resultar em perda de seguro e o contratante é quem será prejudicado.

Seguros devem ser analisados com muita cautela, mas com essas dicas você terá muito mais confiança e eficiência na hora de tomar sua decisão.

Gostou deste artigo? Então assine a nossa newsletter e receba mais dicas sobre cotação de seguro gratuitamente!

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *