• Home
  • Blog
  • O que ninguém nunca te contou sobre carros blindados

O que ninguém nunca te contou sobre carros blindados

Com a crescente violência que toma conta de todas as cidades brasileiras, tem aumentado o número de pessoas que vão em busca da proteção oferecida pelos carros blindados. A blindagem impede que o carro seja perfurado por projéteis de armas de fogo, dando ao motorista um tempo precioso para fugir de assaltos no trânsito.

Porém, ter um veículo blindado também exige certos cuidados e uma manutenção especializada. Além disso, a blindagem aumenta muito o peso do automóvel e altera significativamente as suas características originais, trazendo problemas como a desvalorização excessiva, o desgaste acentuado das peças e maior consumo de combustível.

Portanto, antes de blindar o seu veículo, coloque todos os custos no papel e meça os prós e os contras do serviço. Confira, abaixo, algumas desvantagens de veículos blindados:

Desvalorização

Ao blindar um automóvel você aumenta o seu índice de desvalorização. Enquanto em um carro comum, a depreciação gira em torno de 15%, o índice de um automóvel blindado ultrapassa os 16%.

Mas a desvalorização pode ser ainda maior. Isso porque muitos proprietários não cuidam de seus blindados corretamente. A manutenção desses veículos deve ser constante e especializada.

Caso você esteja decidido a adquirir um veículo blindado, ou quer equipar o seu carro atual, procure empresas de confiança, com boa reputação e que façam o serviço da melhor forma possível. Isso evitará que o seu carro se desvalorize ainda mais na hora da revenda.

Manutenção

A blindagem aumenta o peso de um automóvel em até 200 quilos, dependendo do modelo. Essa carga extra causa um enorme desgaste em diversas peças, demandando revisões constantes no veículo.

Os pneus de um blindado, por exemplo, duram bem menos do que os de um veículo comum. Portanto, é preciso ficar atento ao desgaste e providenciar a troca quando os sulcos atingirem o limite. Em geral, roda-se 10 mil km a menos com um jogo de pneus em um carro blindado — em comparação com um sem blindagem.

Os amortecedores também sofrem com o peso e precisam ser revisados a cada 10 mil km. Outro item que costuma apresentar problemas, embora receba pouca atenção dos proprietários, é o conjunto de motores que movimentam os vidros elétricos. Como as janelas recebem reforço, o peso do vidro aumenta muito e o esforço do motor é maior, o que pode fazer com que ele pare de funcionar.

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *