• Home
  • Blog
  • O que faço com meu seguro ao trocar de carro?

O que faço com meu seguro ao trocar de carro?

Ao trocar de carro é necessário considerar diversos fatores, como modelo, marca, cor, valores etc. Contudo, mesmo após efetivada a troca, outra dúvida costuma surgir: o que fazer com o seguro? É preciso cancelar e fazer um novo?

Este post traz as principais dúvidas relacionadas ao assunto, para que você entenda o que fazer quando trocar de carro. Acompanhe!

Ao trocar de carro é preciso fazer um novo seguro?

Ao trocar de veículo não é necessário que se faça um seguro novo: é possível aproveitar o investimento que já foi feito no seu seguro atual e transferir o serviço para o novo carro.

Para isso o novo veículo também deve estar no nome do segurado, pois não é possível realizar a transferência entre dois titulares diferentes.

É necessário se informar junto à seguradora acerca dos procedimentos e mudanças dessa transferência, que costuma ser muito vantajosa.

Por que manter o seguro?

A troca de um carro já causa diversas despesas: documentação, impostos, eventuais parcelas de financiamento etc.

É sempre muito importante se prevenir contra gastos imprevistos: acidentes e outros danos ao carro ou terceiros, roubos ou manutenções inesperadas podem gerar prejuízos.

Por isso é fundamental manter o seguro de seu automóvel. Mesmo que seja um gasto, não se pode esquecer que antes da troca esse custo já existia.

Ainda, com a transferência, é possível negociar as condições do contrato e até mesmo fazer alterações em relação à cobertura, buscando o melhor seguro de automóvel que atenda às suas necessidades.

Como fazer a transferência?

Ao trocar de carro o primeiro passo é entrar em contato com a seguradora para informar a troca e passar os dados do veículo.

O processo de transferência é feito por meio do “endosso” — um documento que formaliza as informações sobre a troca do carro e a transferência do serviço na apólice de seguro.

Esse documento é elaborado pela seguradora, que apresentará os serviços e custos referentes ao novo veículo e as condições de pagamento.

É possível que o valor do seguro seja alterado, tendo em vista que ele varia conforme diversos fatores, como a marca do carro, o perfil do motorista, as coberturas incluídas, o ano de fabricação, a existência de garagem, o valor da franquia etc.

Se o custo aumentar, a seguradora cobrará a diferença; se diminuir, realizará um reembolso.

Posso realizar alterações no seguro?

A transferência permite que sejam feitas alterações em relação ao serviço prestado, como a abrangência do seguro ou serviços adicionais, basta negociar com a seguradora os termos e valores.

É importante informar alterações de endereço e, caso queira, solicitar a exclusão ou remoção de condutores, ou modificar a cobertura do seguro.

Todos esses fatores influenciam no valor final do serviço, por isso deve-se entender todos os termos do seguro, analisar o que é essencial e o orçamento, para contratar o seguro de carro ideal para as suas necessidades.

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *