• Home
  • Blog
  • 4 dicas para escolher a cadeirinha de carro para seus filhos

4 dicas para escolher a cadeirinha de carro para seus filhos

Você sabia que a cadeirinha de carro é um equipamento fundamental no enxoval de todo bebê? Afinal, além de ser um item de segurança, o uso do acessório é obrigatório, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Portanto, você deve ter uma em seu veículo assim que deixar a maternidade.

São muitas as marcas no mercado, e isso dificulta escolher o modelo ideal. Para ajudar as mamães e os papais nesse momento, criamos este post com 4 dicas para escolher a cadeirinha para seus filhos. Confira:

Veja o peso e a idade do seu filho

A escolha da cadeirinha deve ser feita de acordo com o peso e a idade de seu filho, conforme determinação do CTB.

Assim, desde o nascimento até 1 ano de idade, o bebê de 9 a 13 quilos deve ser transportado no bebê conforto. Para garantir a segurança, ele deve ser colocado no banco de trás e voltado para o vidro traseiro.

De 1 a 4 anos (de 9 a 18 quilos), a criança deve ser transportada na cadeirinha, também instalada no banco de trás, mas agora virada para a frente do automóvel.

Dos 4 anos aos 7,5 anos (de 18 a 36 quilos),  as crianças devem usar o acento de elevação, no banco traseiro, preso ao cinto de segurança de 3 pontos.

E dos 7,5 anos até os 10 anos, devem continuar sendo transportadas no banco traseiro e com o cinto.

Ciente dessas informações, vamos às dicas para escolher o modelo ideal.

Pesquise o fabricante

Você encontrará no mercado várias opções de marcas e de modelos. Por isso, o ideal é pesquisar antes de comprar para não correr o risco de adquirir um produto de qualidade ruim.

Busque no site do Inmetro se existe alguma marca reprovada ou não recomendada. Você também pode ver no site Reclame Aqui se há um número maior de reclamações em alguma marca específica. Além disso, converse com outros pais para saber suas experiências e recomendações.

Verifique se o modelo conta com o cinto de segurança recomendado

Para a segurança do bebê, a cadeirinha deve ter o cinto de segurança de 5 pontos, que prendem:

  • os ombros;
  • as laterais, próximas ao quadril;
  • e o meio das pernas.

O cinto deve ficar firme — mas contar com 2 dedos de folga para não apertar muito a criança — e não pode passar muito próximo do pescoço — mas sim no peito do seu filho.

Além disso, verifique se ele não é aberto com facilidade pela criança. O ideal é ter travas de segurança ou apresentar alguma dificuldade para os pequenos. Cheque isso com os vendedores.

Evite comprar cadeirinhas usadas

Em tempos de crise, os pais tendem a fazer economias, e uma delas pode ser a opção por uma cadeirinha usada.

Todavia, se puder, dê preferência para uma cadeirinha nova. Isso porque a cadeirinha usada pode ter tido sua estrutura danificada e, no momento de um 2º impacto, ela não oferecerá a mesma segurança de uma nova.

Mas, se você realmente não puder comprar uma de 1ª mão, busque a cadeirinha usada de pessoas que você conheça e que você sabe que não sofreu nenhum impacto. Além disso, verifique com muito cuidado se não há nenhuma estrutura comprometida e veja, por baixo da capa, se a espuma está em perfeito estado.

Não use o dispositivo de retenção inapropriado para seu filho. Se ele cresceu, deve ser trocado de acordo com sua idade e seu peso.

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *