• Home
  • Blog
  • Roubo de moto: é possível fazer seguro apenas para essa modalidade?

Roubo de moto: é possível fazer seguro apenas para essa modalidade?

Ser motociclista já foi sinônimo de rebeldia e estilo. Hoje, o veículo de duas rodas é muito utilizado não só pela sua comodidade e agilidade, mas também por conta da economia que proporciona.

Este tipo de bem costuma ser muito valorizado, principalmente em casos de personalização e altas cilindradas. Com tantas vantagens, é preciso se prevenir de um eventual roubo de moto e evitar dores de cabeça e prejuízos.

Para que você possa evitar problemas futuros, trouxemos informações específicas sobre o seguro contra esse tipo de sinistro e as vantagens de adquirir a modalidade. Acompanhe!

Como funciona o seguro para motocicletas?

Os seguros para motos são tão importantes quanto para qualquer outro tipo de veículo, tendo em vista os riscos de acidentes, furtos e assaltos que ocorrem principalmente nas grandes cidades. Para os diversos problemas que podem ser enfrentados, há três tipos principais de cobertura:

  • cobertura compreensiva: contra incêndio, colisão, terceiros, furto e roubo. Contempla também assistência 24 horas e apresenta planos diferentes a depender da seguradora;
  • cobertura parcial ou simplificada: apenas roubo e furto, incluindo assistência 24 horas;
  • cobertura para terceiros, também chamada de cobertura RCF (Responsabilidade Civil Facultativa): trata-se um serviço voltado para a indenização em caso de danos a terceiros — seja prejudicando veículos, propriedades ou provocando lesões.

No momento da escolha, é importante estar atento a planos não-regulamentados pela Superintendência de Seguros Provados (SUSEP), entidade responsável pelo controle das seguradoras que operam no país. Ao optar por planos “piratas”, você corre o risco de não receber qualquer tipo de indenização.

Quais são as vantagens da cobertura contra roubo de moto?

As motos estão mais suscetíveis a roubos e furtos que a maioria dos outros veículos, especialmente quando apresentam maiores cilindradas. No topo das mais furtadas/roubadas em 2016, oito em cada dez dos principais modelos são da montadora Honda — o que é considerado natural, já que a empresa foi responsável por 79,07% das vendas no setor no mesmo ano.

Caso você dirija pelas metrópoles e não possa arcar com o valor de um seguro com cobertura total, a modalidade para roubo de moto é a mais acertada. Mantendo uma condução defensiva e tendo o respaldo contra esse tipo de problema, conquista-se a total tranquilidade para a vida do motociclista.

Um bom seguro funciona igual às outras modalidades, mas tem como diferencial uma cobertura parcial ou simplificada, atendendo a uma necessidade específica por um valor bem mais acessível.

Além de coberturas básicas e adicionais, ao optar por um seguro contra o roubo de moto, o contratante também pode contar com uma série de benefícios importantes, como assistência 24 horas e desconto em oficinas parceiras, por exemplo.

A insegurança e o medo de não poder deixar sua motocicleta em qualquer lugar certamente podem impedi-lo de ir a muitos locais e ter boas experiências.

Contratar um seguro para a sua moto é a única maneira de evitar prejuízo e dores de cabeças desnecessárias, já que assim você garante que um item tão valioso em seu patrimônio esteja completamente protegido contra a ação de terceiros.

O que é considerado para o seguro contra roubo ou furto de moto?

Quando se busca o seguro para roubo de moto, em geral não é preciso se preocupar com o perfil e idade do motorista, o que é um diferencial dessa modalidade. Para o cálculo atuarial desse tipo de cobertura, são considerados como relevantes o valor do veículo, seu modelo e os locais de maior circulação.

Algumas seguradoras costumam fazer esse tipo de serviço somente para motocicletas com 300 cilindradas ou acima. Além disso, podem utilizar tecnologias de rastreamento, incluídas no seu contrato. Trata-se de um benefício interessante, pois aumenta as chances de recuperação em caso de sinistros.

Com relação ao custo do seguro contra roubo de moto, ele é bem inferior à cobertura completa — podendo chegar a uma economia de 50% ou mais —, mas ainda pode diminuir seu valor quando o veículo tem bloqueadores ou alarmes.

Esses fatores aumentam o nível de segurança. Ou seja, quanto maior o risco de uma motocicleta ser roubada, mais elevado será o preço do serviço, mas nada comparado à cobertura total.

Quais as melhores práticas para evitar o roubo de moto?

Reduzir os riscos de roubo de moto é mais simples do que parece: basta a adoção de algumas boas práticas e a tomada de uma dose extra de cautela em situações comuns do dia a dia. Conheça cinco dicas para evitar o roubo de moto na prática:

1. Conheça os locais e horários mais visados

Conheça a movimentação dos pontos de sua cidade e evite transitar em horários mais perigosos. A tendência é que rodovias, marginais e algumas avenidas principais sejam mais visadas, especialmente quando contam com engarrafamentos.

Deixar a moto em locais conhecidos por altas taxas de roubo também é perigoso e aumenta as chances de que você acabe virando estatística.

2. Esteja atento a motos com dois ocupantes

O motociclista geralmente já possui o hábito de dirigir com atenção redobrada para evitar acidentes com outros veículos (especialmente carros e caminhões) e se proteger.

Assim, fica mais fácil concentrar-se em vigiar outras motocicletas que estejam com dois ocupantes (já que com frequência os assaltos e roubos obedecem a este padrão).

3. Evite viajar a noite

É importante evitar viagens a noite ou, se necessário, ao menos chegar no lugar desejado enquanto ainda é dia. Lembre-se de escolher pontos de parada e postos de gasolina de acordo com sua movimentação: quanto mais cheios, melhor.

4. Utilize mecanismos para dificultar a vida do ladrão

Ainda que você conte com um bom seguro, é certo que não gostaria de ter sua motocicleta roubada. Por isso, é melhor utilizar mecanismos que possam dificultar a ação de ladrões: travas, correntes e alarmes são indicados para proteger o seu veículo.

Entretanto, dê preferência àquelas ferramentas que desarmem ou possam ser retiradas com agilidade: quanto menos você ficar parado na rua, melhor. Vale travar a moto inclusive dentro da garagem da própria casa e cobri-la, se ficar muito à vista de quem passa na rua.

5. Tenha cuidado ao entrar em casa

Varie trajetos utilizados e tenha extremo cuidado ao entrar em casa, pois um grande número de abordagens ocorre justamente neste momento. Se perceber algum movimento anormal em sua rua, dê mais uma volta antes de abrir a porta de sua garagem.

Agora que você já conheceu as informações sobre o seguro para roubo de moto, certamente percebeu como esse tipo de cobertura é importante para sua proteção e tranquilidade. Assine a nossa newsletter e não perca mais nenhuma dica para proteger o seu veículo!

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *